DEPRESSÃO: SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTO.

 

A depressão é uma doença que compromete seu corpo, humor e pensamento. Ela afeta a forma como você se alimenta e dorme, como se sente em relação a si próprio e como pensa sobre as coisas. Ela não é um “baixo astral” passageiro. Também não é sinal de fraqueza ou uma condição que possa ser superada apenas pela vontade ou com esforço. Sem tratamento, os sintomas podem durar semanas, meses ou anos.

 

O tratamento

 

O primeiro passo para iniciar um tratamento apropriado é a realização de exames físicos e psicológicos, que podem determinar se você está num processo depressivo. Uma boa avaliação diagnóstica também deve incluir a história completa dos seus sintomas, como: quando começaram, há quanto tempo duram, qual a intensidade e se já ocorreram antes, e, neste caso, se você fez tratamento e de que tipo.
 

Além disso, a avaliação deve incluir perguntas sobre a ocorrência da doença depressiva em seus familiares, eventuais tratamentos que eles possam ter recebido para a depressão e qual sua eficácia. O psicólogo, com base nas informações fornecidas, fará a indicação de dar início ao tratamento somente com a psicoterapia, ou se será necessário também o encaminhamento a um psiquiatra, que dará início ao tratamento medicamentoso.

 

Ajude a si mesmo

 

Os sintomas depressivos levam o indivíduo a se sentir exausto, desvalorizado, desamparado e sem esperança. Estes pensamentos e sentimentos negativos fazem com que algumas pessoas queiram desistir de tudo. É importante compreender que a visão negativa faz parte da depressão e não reflete, de forma exata, sua condição.
O pensamento negativo desaparece quando o tratamento começa a surtir efeito. Neste meio tempo, recomendam-se algumas atitudes:

 

 

  •  Não se imponha metas difíceis e nem assuma demasiadas responsabilidades;

  •  Divida as grandes tarefas em tarefas menores, estabeleça algumas prioridades e faça apenas o que puder e do modo que puder;

  •  Não exija demais de si mesmo, isso só aumentará sua sensação de fracasso;

  •  Procure a companhia de outras pessoas, geralmente é melhor do que ficar sozinho;

  •  Participe de atividades que possam fazer você se sentir melhor;

  •  Você deve tentar praticar exercícios leves, ir ao cinema ou participar de atividades sociais ou religiosas (caso tenha religião);

  •  Não exagere ou se preocupe se o seu humor não melhorar logo. Isso às vezes pode demorar um pouco;

  •  Não tome grandes decisões, tais como mudar de emprego, casar-se ou divorciar-se. É aconselhável adiar decisões importantes até que melhore da depressão;

  •  Não espere que sua depressão passe de um momento para o outro, pois isso raramente ocorre.
    Ajude-se o quanto puder e não se culpe por não estar “cem por cento”.

Karine Barros

Equipe  Conexão

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Metáfora da Mesa

May 10, 2017

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©  2020 por CONEXÃO Núcleo de Psicologia Clínica

61 3321-7344  

61 99676-7821

  • Instagram
  • Wix Facebook page